Rinoplastia

Cirurgia Plástica de Nariz

Tamanho do Nariz

Quais fatores influenciam na escolha correta das dimensões do nariz?

Em um mundo ideal, a cirurgia plástica resolveria todos os problemas estéticos das pessoas e elas poderiam escolher exatamente como querem ficar após um procedimento cirúrgico. Mas, infelizmente, esta não é a realidade. Alguns pacientes chegam ao consultório com a convicção de que desejam reconstruir seus narizes com a finalidade de ficarem parecidos com alguém famoso.

Entretanto, o tamanho e formato do nariz criados na cirurgia dependem de uma série de fatores, que variam de acordo com características inerentes a cada paciente.

O cirurgião plástico leva em conta ao escolher o tamanho do nariz: sua anatomia, o tipo de pele, características étnicas, proporções em relação ao rosto, etc. Após fazer uma análise completa de todos os fatores relacionados às proporções ideais que a rinoplastia deve almejar, o médico conversa com o paciente e juntos devem chegar ao mais próximo possível do ideal. É claro que a opinião do paciente jamais será descartada, visto que é o seu corpo que será modificado.

O tipo de pele é um dos fatores mais importantes que influenciam na escolha do tamanho do nariz. Pacientes com pele mais fina e maleável têm mais chances de ter bons resultados em diminuições significativas da estrutura nasal. A pele fina tem mais capacidade de retração. Entretanto, o inchaço nesses casos deve ser maior e o resultado definitivo da cirurgia tende a aparecer mais tardiamente. Em situações normais, o inchaço é completamente erradicado após um período que varia de seis meses a um ano. Já em rinoplastias de drástica diminuição de tamanho o resultado pode demorar até dois anos para aparecer.

A pele grossa, característica comum entre afro-descendentes, está aliada a outras características como: cartilagem resistente e acúmulo de gordura na ponta nasal, entre outras. Fatores que impedem a redução drástica das dimensões do nariz.

É preciso enfatizar que o tamanho real do nariz após a cirurgia só deve aparecer após um período de seis meses a um ano. No pré-operatório, o cirurgião avisa o paciente sobre a estranha aparência do nariz durante os primeiros meses. Inchaço e hematomas são normais no período pós-cirúrgico e devem sumir gradualmente.

Além das características físicas que afetam o resultado da cirurgia esteticamente falando, há aquelas que são fundamentais para a qualidade das funções respiratórias do nariz. As dimensões nasais estão diretamente relacionadas à quantidade de ar aspirada e expirada, por exemplo. O tamanho das narinas, idem. Portanto, há um limite para a redução do nariz. Limite esse determinado, em primeiro lugar, pela qualidade da respiração, do filtro e do aquecimento adequado do ar.

Por fim, a última consideração. Para que não aparente um nariz operado, todos estes cuidados devem ser tomados. Porque, ao ultrapassar os limites da harmonia facial e da funcionalidade do nariz, o fato de ter realizado uma cirurgia plástica estará estampado no rosto do paciente.