Rinoplastia

Cirurgia Plástica de Nariz

Autoestima

É mais que evidente a melhora na autoestima de pacientes que se submetem à rinoplastia. Faz parte do conjunto da felicidade se sentir bem com sua própria imagem e saber que ela agrada às pessoas com quem convive. Além disso, na vida em sociedade, principalmente em centros urbanos, é interessante adaptar-se a certos padrões para que oportunidades e relações pessoais sejam alcançadas de maneira mais fácil.

Entretanto, algumas pessoas acreditam na ideia equivocada de que este tipo de cirurgia, quando voltado apenas para a estética, é fútil e desnecessário. Mas estão enganadas. De acordo com a Neuropsicologia, pacientes que, após se submeterem à rinoplastia, se sentem mais bonitos e seguros e modificam o funcionamento de seu corpo, como respostas fisiológicas.

A medicina comprova a veracidade do aumento da qualidade de vida de pessoas que obtêm bons resultados na cirurgia. Ao se olhar no espelho, o organismo do paciente libera endorfina, o hormônio da felicidade, melhorando o funcionamento do seu corpo e evitando o estresse e o mau humor, grandes vilões da pele.

Mas, é evidente que existem diversas fases entre o desejo da pessoa de se sentir diferente até o momento em que ela decide se submeter à rinoplastia. É aí que entram a responsabilidade e a ética do cirurgião. Por sua experiência profissional, ele sabe quem está apto ou não a realizar a cirurgia. Cabe a ele aconselhar o paciente sobre exageros ou a falta de necessidade do procedimento.

A rinoplastia, além de ter como principal objetivo melhorar a respiração do paciente faz com que ele se sinta mais bonito, mais seguro. A primeira resposta positiva a este aumento de autoestima é a auto-confiança que o paciente transparece em casa, no trabalho, com os amigos. Quando atende às expectativas do paciente, a rinoplastia só traz benefícios.